Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

Sentimentalismos afobados

 Não fui a sua festa...

Por que tenho que explicar alguma coisa?

Sou formal demais para ficar explicando 

e desculpando por convenções que não quis. 

Sou livre e independente demais

para me prender a círculos sociais.

Quem entra em minha casa,

quem senta a minha mesa,

quem bebe comigo...

é amigo de longa data, é companheiro de estrada.

Quem anda comigo é compromissado comigo.

Não tenho relacionamentos de improviso,

não tem sentimentalismos amorosos,

não tenho caprichos sentimentais. 

Se estou de passagem não espere que eu fique,

não espere que eu me prenda a você;

sou mais comprometimento e obrigação

que sentimentalismos afobados. 


J.Nunes 

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário