Pesquisar este blog

domingo, 19 de dezembro de 2021

Planos de consciência

 O caminho é em silêncio

e no plano de existir consciente.

A vida cotidiana não acompanha

esse plano de existir,

porque a vida do "dia a dia"

segue outras leis e está dentro de outra frequência,

outro plano e outro tempo.  


Paralelo a essa vida que é real e prática

há a outra vida que é idealizada

e traz conflitos e frustrações para a vida cotidiana.


O caminho espiritual não pertence 

a nem um desses dois caminhos

o caminho espiritual é muito mais dinâmico

e se dá em uma frequência muito superior a vida cotidiana.


A vida prática deve seguir o seu curso normalmente,

porém a atitude diante dela  deve ser subjugada ao plano da consciência.


A postura dentro de nossos corpos

deve ser de consciência e força,

essa deve ser a nossa manifestação na vida.

A consciência deve refletir na vida cotidiana

a sabedoria, a paz e o coração tranquilo

de quem compreende o dinamismo

da frequência da vida cotidiana e prática

e do trabalho interior, que está muito além 

do que chamamos de realidade.

O trabalho interior está na frequência 

de dimensões com tempo, espaço e leis muito diferentes. 

Porém tudo se inicia nas vórtices do espírito

e na consciência de cada instante

que se dá no plano cotidiano.


Nesse plano o caminhante não é o caminho,

em outro plano o caminhante é o próprio caminho

como um universo que se expande consciente.     


José Nunes     


Nenhum comentário:

Postar um comentário