Pesquisar este blog

Duas vidas em um corpo

 O certo seria uma vida em um corpo,

no momento, vou conciliando duas vidas nesse mesmo corpo.

Uma vida de rotinas e diários de afazeres do dia

desassociados dos desejos de minha alma contemplativa.

Outra vida de momentos de contemplação

e de vigilância dentro dessa vida de afazeres 

cotidianos escritos em diários

para que não se confundam com minha vida de amor a Deus 

e contemplação de seus mistérios.

Espero pelo dia em que o meu amor a mística

possa estar aqui na vida dentro dessa vida cotidiana e rotineira,

estão, terei apenas uma vida em comunhão com Deus. 

Nunes 

Rumo ao Sol

 



RUMO AO SOL

Posso te aceitar do jeito que você é,

mas não tende me mudar

para ser segundo o seu modo de ver a vida,

e segundo a sua verdade de grupo e muito particular.

Eu sei mudar segundo minha própria vontade,

o que eu mais sei fazer é ir embora,

é esquecer, é evaporar é morrer.

Por falar em morte,

o que morreu ontem já está fedendo hoje,

é os vermes já começaram o trabalho.


Não coloco minha vida em qualquer coisa,

em qualquer estrada...

Se vier comigo fique sabendo que vamos até o fim da estrada.

Coloquei minha vida nesse trilho rumo ao Sol,

rumo a cratera do vulcão.

Não olho para trás e para o rastro de coisas mortas na estrada,

esse caminho é o único que vale apena 

colocar a minha vida, derramar o meu suor e sangue.

Quem anda por essa estrada 

olha para esses desvios do caminho

e percebe o relativismo e o nivelamento que está em todos os tempos

e em todos os caminhos que não seja esse rumo ao Sol. 

Nunes

Não se oculte mais aos meus olhos.

 Me entregue o seu amor

me entregue sem reservas,

não me deixe nessas noites longos e vazias de sua presença.

Se eu não te encontro aqui,

se eu te procuro por dentro,

se eu te procuro por fora,

se eu não te encontro

desespero, tenho medo e procuro um pecado acolhedor

um vício que faz companhia nessa solidão dessa noite longa e vazia.

Se estou na taberna, se amanheço na taberna

é porque a minha mulher, a mais amada de todas as mulheres,

a mulher pela qual os guerreiros são capazes de viver e morrer

não me olhou uma vez ao menos.

Eu te amo tanto... te quero tanto...

mas você não anda comigo durante o dia,

não vem para o meu leito,

não manifesta no meu peito,

eu não te esqueço, nunca te esqueço! 

meu pensamento nunca te abandona,

mas eu não  sinto sua presença.

Sei que nunca me abandona,

sei que sempre está aqui,

por favor, não se oculte mais aos meus olhos

que te desejam a tanto tempo. 

Se eu tivesse a sua presença ao alcance dos meu olhos

o pecado não teria vez.

Me pergunto: 

Será que eu ainda não te amo o suficiente

para ser digno de sua presença.

Essa não será uma noite na taberna,

essa será mais uma daquelas noite que te espero

feito um noivo do altar. 

Nunes 

Que ligação eu tenho com esse mundo?

     

Que ligação eu tenho com esse mundo?

 que parte eu tenho nesse mundo?

Não lhe devo nada,

não tenho que agradá-lo,

não tenho que aceitá-lo.

Sou livre de sua amarras,

não me interessa sua amizade,

não me interessa seus agrados.


Nesse mundo o que aprecio 

é a felicidade de andar com Deus

e apartado desse mundo

de perversidade e pecado.

Nesse mundo o que eu aprecio 

é o amor de Deus 

e as obras do criador. 

Nunes 


 


 

A natureza de um rio



A natureza de um rio

 Sigo pelo curso desse rio,

sigo a natureza de um rio

que não se apequena 

para ser igual aos riachos,

que não se engrandece para ser igual ao mar.

Sigo a natureza sólida desse rio

que recebe  todas as águas,

se faz,

cai do mar e se faz.

Sigo o curso do rio,

na mochila levo minha filocalia

e no coração a Oração do Senhor.

Nunes