Presença

 

Sem lembrar de ti

caída no esquecimento,

senti teu cheiro vindo ao sabor do vento,

ou exalado de um pensamento,

nesse engano fui até o portão

que nada diz da tua presença,

olhei para os dois lados da estrada

que nada diz de passos deixados...

Ouvi sua voz que viaja além do tempo e do espaço...

fui até o portão que nada diz de sua presença

e a estrada também nada diz de seus passos. 

Nunes 



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Movimento Solar

Guerra biológica cibernética

No diagrama de Venn