Pesquisar este blog

Campo Magnético



 Campo Magnético 

O riacho que corre do outro lado da serra

não rega essas árvores próximo a estrada,

a chuva que cai feito uma cortina ao sol

não molha o canteiro de rosas 

 na frente da minha casa.


Eu não posso mudar nada

muito além do meu corpo,

do meu interior e de minha anatomia da alma.

O meu entorno é o que importa. 

O que vem de meu interior para o mundo é o que importa,  

o que está sobre o meu controle é o que importa, 

meu campo magnético é o que importa. 


O que ocorre longe e fora de mim

não me interessa, porque pode me perturbar

é tirar de mim o controle sobre o que eu realmente

posso fazer, mudar e influenciar.


Feito animal que camufla,

me interesso pelo que está ao alcance doo meus olhos e de minhas garras.

Feito exército que avança e conserva a conquista,

feito o deus feio, trabalho dos bastidores da batalha. 


Nunes  

Meu Cristo

 



Meu Cristo 

A religião propagou entre os povos 

 o Cristo morto, humilhado  e derrotado...

Meu Cristo é vivo e ressuscitado,

meu Cristo derrotou a ilusão  da vida, 

a limitação da morte,

fez do pecado cinzas 

e o Mal ficou abaixo de seus pés. 


Meu Cristo é ressuscitado, forte e poderoso,

meu Cristo venceu até a própria morte.


Meu Cristo é vitorioso

porque ele é a morte do pecado,

o caminho da purificação,

da salvação e da imortalidade na alma.

Meu Cristo tem um exército de guerreiros da luz 

Nunes 



O Guerreiro Interior

 






A FORÇA DESCOMUNAL

A força da alma é descomunal,

a força da alma cura,

a força da alma suporta o mundo,

a força da alma avança rumo as montanhas

a força da alma está muito além da vida e da morte.

Os fortes de alma sentem e sabem

que o mundo não pode pará-los 

quando se colocam no caminho rumo

a vontade de Deus.

Os fortes na alma são  os Soldados de Cristo. 

Nunes 

A anatomia do espírito humano

 Não somos apenas esses conceitos

que adquirimos da interação social dentro de um grupo,

não somos apenas os conceitos que formulamos sobre nós mesmos. 

As teorizações sobre os conceitos estabelecidos

e a crítica que se faz sobre as ideias conservadoras sobre a sexualidade

são afrontas e justificativas para defender a transformação sexual

e a transformação cultural.


Os grupos dos direitos sexuais

usam as ideias de que os conceitos e os autoconceitos 

são formulados pelos próprios indivíduos,

com se não existisse uma realidade palpável e estabelecida

tantos nos planos físicos com nas dimensões ocultas da alma. 


Muito além dos conceitos existe a anatomia espiritual do homem

e as lei ocultas que regem os homens.

Independente de todas a conceitualização sexual da sociedade do direito sexual

existe a realidade da anatomia espiritual do ser humano. 


Quando encontramos o silêncio da mente,

e encontramos a ausência de conceitos

encontramos a anatomia do espírito humano

que está muito além de conceitos 

e os autoconceitos que são segundos as nossas aptidões 

nesses casos sexuais. 

Nunes  

 


Longe do curso do rio



 Longe do curso do rio 

A paisagem é verde e o solo é fértil

 ao pé da barragem,

o rio que sai da vazão corre sereno

por todo a planície.


Ontem a barragem estourou

longe do caminho do rio,

a correnteza abriu um novo curso

onde havia árvores e agricultura;

foi devastador para a pastagem,

porém com o tempo a paisagem 

se acostumou com o novo caminho para as águas.


Em um dia de tempestade 

a barragem estourou em um outro ponto longe do rio,

foi devastador para a paisagem.


A barragem parece sentir se viva

quando suas águas passam destruindo

 e modificando a paisagem.


Outra barragem foi construída

agora o rio corre calmo e o solo é fértil. 


Nunes  


Vênus é forma e valores

 






Vênus é forma e valores

Vênus é forma e valores,

o que temos são conceitos

formulados sobre as coisas

e a esses conceitos damos o nome  de nós mesmos.


Quando nos separamos dos  pensamentos

não resta mais nada além dessa forma física,

porém onde estão os valores

em um mundo sem conceitos.


Então descobrimos na forma 

os valores da anatomia da alma,

e o amor é materializado 

na matéria tridimensional 

e na matéria do espírito 

além do tempo e do espaço.


Vênus é forma e valores

que são formulados no amor 

e na vibração do som do silêncio.

A Mãe de Deus  está no  fim dos conceitos 

Nunes 

De que lado você está?

 A coletividade funciona

no particular e no individual de cada grupo 

e dos sujeitos dentro desse grupo.

O coletivo atende a um determinado grupo,

e a esse atendimento personalizado damos o nome de democracia

que funciona segundo as nossas ideais e interesses. 


Quem não aceita a democracia, segundo a visão do nosso grupo,

é um antidemocrático. 

Nessa lógica o que consideramos o mal

pode ser o bem que favorece alguém. 


Isso ser bom ou mau no mundo da dualidade 

e dos conceitos relativistas,

depende muito de que lado você está. 

Nunes 

A anatomia espiritual do homem.

 



A anatomia espiritual do homem. 

Todas as ideias que não levam em conta

a espiritualidade do homem caem 

no relativismo e no dualismo das ideias,

isso porque levam em conta apenas os interesses 

de um determinado grupo, e portanto, 

é preciso subjugar os valores de todos os outros grupos.

O homem não encontra a paz porque se move

nas engrenagens da dualidade que faz a história do homem. 

A espiritualidade do homem não é religião,

é a dimensão e a anatomia espiritual do homem. 

O terceiro nível de imparcialidade,

a espiritualidade universal do homem,

leva nos ao distanciamento de onde podemos ver

as dualidades dos conceitos e a eterna guerra entre os homens.

Quando avançamos pelo caminho da unidade

chegamos ao ponto de encontro de toda a humanidade

e a anatomia espiritual do homem.

Nunes 


Fiado Moderno

 

Fiado Moderno


O Brasil vinha muito bem vendendo
fiado no Cartão de Crédito,
mas o comércio que não vê mais o “dinheiro vivo” na mão
e o governo que inventou a ilusão de progresso e inclusão social
com essas compras de eletroeletrônicos no cartão,
tem que ignorar a inadimplência do fiado moderno
para não ter que confessar a ilusão de progresso e inclusão
pautadas em bens de consumo 
fabricados por mão de obra barata
do outro lado do mundo...


Octávio Guerra
J.Nunez


2014

Rodas de Ezequiel

 


Rodas de Ezequiel

O que chamamos de revolução
Não passa de uma grande mecânica da vida,
Uma gigantesca engrenagem de ilusão,
Rodas do Samsara,
Rodas de Ezequiel.

O que chamamos de revolução sexual
Não passa de uma cansativa espiral
Em descenso até o centro do inferno,
A prisão dos vícios.

A verdade tem apenas uma fonte,
E tudo nasce dessa mesma fonte
E se perde feito água
Em um terreno pantanoso.

Assim explica os pontos
Onde as religiões e as culturas se encontram.  

J.Nunes

O Filocalista

 



O Filocalista 

O lenhador acorda as cinco e meia da manhã

faz sua oração matutina, 

toma seu café reforçado,

pega o caminho para o trabalho as seis horas.

O lenhador é um filocalista e não se deixa esquecer de Deus 

por muito tempo durante as horas.

O lenhador faz uma sesta embaixo de uma árvore. 

O lenhador volta para casa as 5 horas da tarde,

o lenhador tem esposa e filhos.

O lenhador, depois da janta, conversa com a família

e os amigos na vizinhança.

 O lenhador vai para cama as nove e meia.

O lenhador é um filocalista e adormece o corpo

e desperta a alma na lembrança de Deus.

Aprendi com o lenhador que divide a vida 

entre a pragmatismo do trabalho

e com o pragmatismo da oração filocalista.

Nunes 

A paisagem mudou...

 


A paisagem mudou...


Andei a metade do caminho

e não percebi a paisagem.

Fiz tudo, me preocupei com questões 

que não dependia apenas de mim,

me preocupei com situações  

em que nada posso fazer a respeito

e o que penso sobre elas é irrelevante.


Enquanto andava pela Alameda do Chorão 

percebi que eu deveria, desse momento em diante,

preocupar apenas com o que depende apenas de mim,

e com situações que eu possa realmente alterar.

Meu corpo e minha mente 

estão entre as coisas que tenho o poder de alterar.

A paisagem mudou...


Me preocupei com situações que não depende apenas de mim

e abandonei questões que depende apenas de mim.

Aprendi que tenho um poder que ninguém tem sobre algumas situações

porque só dependem de mim mesmo.

É por esse caminho que eu comecei uma nova caminhada. 

Nunes 


Cresça em irrelevância

Agradeça a Deus 
pelo minha irrelevância,
agradeça a sua insignificância 
diante de homens,
agradeça sua fraqueza, 
o fato de ser pequeno e humilde,
agradeça, sobre tudo, a providência divina
que sempre estende as mãos aos pequeninos.

Cresça em irrelevância 
e insignificância diante dos homens,
e se coloque nas mãos de Deus.

Nunes 



 

O caminho não importa

  A montanha, a estrada e a floresta

são caminhos difíceis,

porém não importa a dificuldade,

o que importa é o que está em mim,

e que vou desfazer no caminho

e como eu me sinto ao deixar as bagagens

e como eu me sinto por dentro

enquanto caminho.

O caminho é difícil,

porém isso não importa,

ou importa muito com isso me afeta. 

Não importa o que os outros pesam de minha pessoa,

o que importa é como eu ouço, e como eu reajo

diante desse caminho e diante do outro. 

Nunes 

Uma Janela Aberta para o Universo

 




Uma Janela Aberta para o Universo

A minha real importância

é estar no mundo ocupando e desocupando espaço, 

feito um objeto colocado na água

que expande o espaço ocupado,

assim eu existo expandindo o espaço,

e movendo o espaço...

O tempo é espaço,

a matéria  é o tempo e o espaço.

O universo se expande e se comprime

com a matéria ocupando e desocupando o espaço.


Meu peito expande e se comprime feito 

o universo que respira, enquanto respira se expande 

e se comprime com a matéria ocupando e desocupando espaço.

O peixe na água faz parte da grande massa

que ocupa espaço, o peixe expande e move o espaço

enquanto se move o espaço deixado e preenchido por água,

eu também existo e me movo completando e expandindo o espaço.


Quando eu me movo, ou quando eu deixar de existir

ainda existirá espaço, porém ocupado por outra matéria. 

Não será o meu espaço e tempo, esse se move e morrerá comigo;

nascerá outro tempo e outro espaço 

dentro dessa matéria que ocupa espaço.  


Não sou essa ideia sobre as coisas,

não sou o conceito sobre as coisas,

sou apenas um corpo ocupando e desocupando espaço,

sou apenas um corpo, aparentemente, imóvel 

ocupando espaço, existo porque ocupo tempo e espaço.

Comprovo que o tempo é matéria e que não existe espaço vazio 

porque eu ocupo espaço e tempo.

A consciência de que existo e ocupo espaço,

a consciência de que não tenho qualquer importância no mundo

porque sou apenas matéria no espaço

e os conceitos não são meus, e que a consciência 

é uma janela que se abre para o universo

que se expande  e se comprime feito um peito que respira.


Eu sou apenas um corpo ocupando espaço, 

e a consciência é uma janela aberta para o universo.

O espaço deixado pelo silêncio de não ter conceitos

foi completado pela consciência de existir 

sem conceitos nesse espaço, nesse tempo e nessa matéria .


O silencio de existir sem conceitos abre

a janela do universo, não sou a janela do universo

sou apenas alguém debruçado sobre a grande janela do universo

que pulsa, comprime, expande, vibra, respira 

e é  a própria existência do tempo do espaço que é matéria.

 

Exito sem qualquer importância, e a consciência de existir 

sem qualquer importância, faz o caminho inverso

e sintetiza, condensa e unifica minha existência

em um corpo que existe e ocupa espaço 

e ganha consciência nessa ausência de conceitos

que abre uma janela para o universo

onde me debruço apaixonado pelo tudo.


Os conceitos e a nossa ilusão de importância no mundo

nos levam para muito longe de nós mesmos,

sonhamos ser tão significantes, porém de modo errado e equivocado,

Não tenho influência nenhuma no mundo,

minha influencia se limita ao espaço que ocupo e ao meu entorno,

quanto mais tenho consciência de minha insignificância

e de meu corpo ocupando espaço e minha mente vazia de conceitos,

mais significante torna para mim 

essa janela da consciência aberta para o universo.


Não sou os conceitos, posso até ser o som, mas não sou os conceitos,

as ideias que tenho sobre as coisas não sou eu,

sou apenas um corpo que ocupa espaço e debruça na janela do universo...    


Quando mais condensado mais espaço ocupado

por coisas que não vejo,

quando mais expandido mais espaço ocupado 

por coisa que também não vejo. 

E assim o universo vibra, expande e respira..  

Nunes   

       

 


A Dimensão da consciência

 


A Dimensão da Consciência 

O que digo que  sei são conceitos

que aprendi sobre as coisas, 

e que veio de fora de mim, 

porém, podem ser ideias equivocadas,

mas de todo modo podem não ser verdades ou mentiras,

podem ser  apenas diferente do que foi estabelecido por uma convenção, 

como uma verdade dentro de um grupo ou de uma estrutura. 


Alguns conceitos posso até tomar como verdade absoluto,

e de fato ser uma verdade imutável. 

Aprendo porque estou no mundo de símbolos e conceitos exteriores a mim,

aprendo porque estou  intelectualmente apto a aprender. 


Depois que aprendo os conceitos do mundo 

entro em conflito com o mundo estruturado por convenções...,

então descubro que há outro mundo 

além das convenções, dos conceitos e dos símbolos;

uma dimensão de consciência

que antecede e transcende a minha própria existência no mundo. 

Nunes 




Nessa microgênese


Nessa microgênese 


Semelhante a qualquer um que pertence a filogênese

de minha espécie, andaria por essas ruas,

porém, nem todos podem descer ao Beco do Fura Olho.

Ando manco, porque em um dado momento

da vida ganhei esse capengar para a esquerda,

isso me dificultou a vida nessa ontogênese individual.

Não posso  ser modelo de moda, por exemplo,

esse andar capengando para a direita não é muito sexy.   

 A minha vida poderia ter sido mais fácil,

ou menos divertida e permissiva,

Não nasci nesses becos, meu futuro, minha sociogênese 

não me reservava esse vida desregrada,

mas essa alma de filósofo de boteco

me levou para essa sociogênese.

Esse determinismo biológico e cultural  

de estar aqui por força do destino,

ou pelo fato de eu ser mesmo um vagabundo bem nascido;

tem a particularidade, ainda existe aquela particularidade,

por quem eu bebo toda noite, 

e quem eu penso enquanto fumo esse cigarro,

por ela me afogo dessas paixões e desejos de gente permissiva

nessa microgênese suicida.

Estou deixando o Beco do Furo Olho 

pela via da oração que me ensinaram

de livrinho que veio como um verdade

saída de um comércio de livro usados.  

Nunes