Pesquisar este blog

Fronteira das Ideologias

Pawel Kuczynski

Fronteira das Ideologias 

O homem moderno passou  a acreditar
que no fundo a ideologia é o lucro,
e que a ideologia é o jogo
e o jogo é a ideologia,

e assim passou a praticar a demagogia da demagogia,
a hipocrisia da hipocrisia,
Tempo em que se é demagogo
para ser demagogo,
em que se é hipócrita para ser hipócrita;

semelhante ao padre que comete o pecado da luxuria
para demonstrar a luxúria e ensinar a não ser luxurioso, 
semelhante a alguém que comete um crime,
para ensinar que não se deve cometer aquele crime,
semelhante quem finge não gostar gostando,
semelhante a quem finge que não quer,
para receber o que quer,
e fazer com que pensem 
que é castigo quando é recompensa,
uma espécie de masoquismo hipócrita e até demagogo. 

A hipocrisia e a demagogia política
fala do que a oposição é e faz,
porém na verdade quem aponta é quem é e faz,
no entanto, hipocritamente justifica 
que são medidas para defender o povo 
do que a oposição poderia um dia vir a fazer,
todavia quanto somos nós quem fazemos 
damos outro nome ao que se fosse a oposição
que fizesse denominaríamos de antidemocrático.  

As ideologias tem uma fronteira transponível 
chamada divisão do lucro.

Nunes 

A Quarta Morada

Poesia espiritualista


A Quarta Morada 

A Santa Mística ensina 
que na quarta morada,
na  obediência e  na lembrança de Deus 
o silêncio brota tão fácil
e tão subitamente feito água na fonte
que nasce no meio do deserto. 

A obediência a lei de Deus,
a lembrança de Deus
é o caminho direto ao silêncio
porque a lei de Deus
não está sujeita ao pensamento
e aos ressentimentos
que são cortinas de fumaça
para o pecado que sempre está a espreita 
feito um inimigo malicioso e oportunista.

A obediência a lei de Deus,
é o abandono do pensamento
que está subjugado ao  pecado,
é o caminho mais fácil
para o silêncio e o encontro 
de nossa intimidade com Deus.

Nunes 

30-05-2020



 


  

C M C: Poesia Imparcialista

C M C: Poesia Imparcialista: Nunes - poeta Poesias e arte no caminho da unidade: Nunes, poesia,mística, religiosa, espiritualista https://www.nunes-poeta.com/ ...

Caminho e maturidade


Caminho e maturidade

Estou outra vez de partida,
Adeus juventude e suas ilusões,
Adeus meu romantismo tolo,
Adeus espetáculos e encenações de vida,
Adeus amizades e vícios,
Adeus alegrias confusas,
Adeus tolices amorosas,
Adeus ao jovem em mim,
Adeus subjetividade exibicionista,
Adeus encenação de ser.
Estou outra vez de partida;
 Vou por caminhos desconhecidos
Nunca antes caminhados
 Vou por águas perigosas
Nunca antes navegadas,
Estou indo a caminho
De minha verdade interior.

Jonas Corrêa Martins
Nunes

poesia

A realidade imutável

Poesia Imparcialista


Ultramoderno

Minha avó pós-moderna
Separou de meu avô contemporâneo
Que está ficando com uma garota
Bem mais enxuta que minha avó.
Meu avô metrossexual está fazendo musculação,
Fez aumento peniano e abdominoplastia,
Comprou uma Harley-Davidson;
Caiu na estrada com sua garota quarentona.

Minha avó ultramoderna,
Deu uma recauchutada geral;
Fez lipoaspiração, labioplastia,  
Colocou prótese de mama e prótese no glúteo,
Fez lifting facial,  rinoplastia, otoplastia, infoplastia,
Ectomia, pexia, rafia, scopia, tomia e outros sufixos.
Minha avó parece uma boneca (inflável)

Minha avó ainda fez novas amizades;
Agora é frequentadora assídua do clube das mulheres,
Minha avó paga pelo sexo com a emancipação que a indústria,
O consumismo, o capitalismo, a guerra, a pílula e a ciência,
Deu para as mulheres; com o altíssimo custo da família,
Da espiritualidade, dos valores humanos, da demolição do homem,
Da destruição do planeta e da essência humana.

Temos a sociedade do prazer, da superficialidade,
Do espetáculo, do sexo fácil, do entretenimento, do imediatismo,
Do consumismo e do apego materialista, da liberdade exacerbada,
das conveniências segundo nossos caprichos sexuais,  
que mataram a consciência de transitoriedade da vida.

Sim, estou parecendo um filósofo estoico cristão, 
com tanto realismo cruel,
mas sou mesmo um poeta imparcialista
e me pareço as vezes um tanto estoico 
porque não há tempo que transcende a verdade imutável.  

A vida é mutável dentro de uma imutabilidade,
feito as nuvens que são tão mutáveis, 
porém são sempre nuvens 
dentro de uma imutabilidade de ser, 
feito a natureza que morre e nasce 
dentro de uma leis que faz a natureza ser o que é,
dentro das lei da vida e da morte,
em seu ciclo constante. 

Se a vida não fosse mutável dentro de uma imutabilidade
seria caos. 

Nunes

Muito além das convenções

Muito além das convenções 

As convenções são seguidas na sociedade,
segundo a formação cultural e educacional que adquirimos,
e que, dentro de um determinado grupo funcional como modelo, parâmetro
e orientação de que modo devemos preceder para o bom andamento 
e o sucesso do que está estabelecido em nosso grupo.

A educação ou a violência podem se alternar dentro do grupo
dependendo da situação e das circunstâncias,
essas convenções e parâmetros dentro de cada grupo
são vistas como superiores 
 a de outros grupos que devem ser combatidos. 

As convenções nada acrescenta a alma
que a partir de um determinado estágio
pede a morte de tudo que tem como pano de fundo
os pecados e as ações do ego.

Para a alma depois, de um certo estágio,
todas as convenções não são nada mais que veículos 
para a manifestação do pecado e do ego. 

Nunes 

Militância Incondicional

George Orwell

Militância Incondicional  


O governo dirá que pensa no seu bem,
mandará você agir segundo a vontade dele,
você acreditará que o governo quer realmente o seu bem,
e assim o governo criará um pensamento coletivo,
um grupo gigantesco, pronto para denunciar
seus amigos, parentes e vizinhos
que não obedecem aos ditames do governo.

Esse grupo criado por um pensamento coletivo,
segundo a vontade de uma forma de governo
terá a ilusão de que são livres
porque estão condicionados a pensar
segundo as vontades do governo,
que atende a alguns caprichos e desejos, 
que os premiará por pensarem dentro dos padrões estabelecidos
por uma corrente política ideológica.
Logo, qualquer um que pensar diferente
ou discordar desse condicionamento será tratado como inimigo
do governo e do grupo. 

O governo se fará representante dos mais variados grupos,
que serão todos militantes, isso porque o governo atenderá
algumas reivindicações e caprichos muito caros a cada grupo.

O governo atenderá as reivindicações desses grupos
desde que sejam  contrários aos valores cristãos e morais,
esse é um prêmio para os partidários e militantes incondicionais
que ajudaram a destruir a civilização cristã.

O governo será protegido por um grande grupo,
com muitos grupos dentro dele,
e todos solidários ao governo
que os premiará por serem contra o cristianismo,
mesmo que inconscientemente, isso ocorre quando o indivíduo 
é simpatizante do governo que atende a suas causas individuais e seu grupo,
mesmo que o governo mate todos que são contra ou não colaboram
para a manutenção do partido e da ideologia no Poder.    

Nunes  

Nunes





Nunes, poeta criador da Literatura Imparcialista


  


@JosNunesPereir2
Nunes



José Nunes Pereira - poeta Nunes

Marília -SPnunes-poeta.com




A Certa Altura do Caminho





 A certa altura do caminho... 

 No mundo das formas, 
ou se vai por esse ou aquele caminho,
 é impossível caminhar em duas estradas 
ou direções ao mesmo tempo. 

 No caminho abstrato e de sonhos
é possível caminhar fazendo concessões,
 adequações e conciliamentos 
com outros caminhos e interesses. 

 No caminho em busca de Deus, 
é possível, até certa altura,
 caminhar por mais caminhos ao mesmo tempo, 
porém, a certa altura do caminho, 
é preciso estar livre de todas as bagagens 
de outros caminhos, por isso,
é preciso ir deixando pela estrada
a cada distância percorrida, 
um pouco de nossas bagagens, 
até que fiquemos leves e entregues 
a caminhar apenas o caminho da unidade. 

Esse caminho na terra é reflexo do caminho abstrato. 


 Nunes

Nunca mais deixei a praia

Turismo no Brasil: 100 passeios para fazer no país

Nunca mais deixei a praia 

Me perguntam porque não deixei a praia,
não parti  para o alto mar,
não fui buscar o novo mundo,
não tenho outras noivas em outros cais.

Me perguntam porque não deixei a praia,
porque aqui cheguei e nunca mais parti;
aqui perto do mar  eu fiz meu ninho,
meu porto de partida e chegada,
meu forte, meu farol na praia,
minha cidadela,
meu front de luta e paz,
aqui encontrei o meu amor,
aqui descobri o paraíso perdido
que ninguém percebeu,
nos olhos dela encontrei o universo,
nos seus braços embalo todos os meus sonhos,
nos seus passos faço o meu caminho,
viver por ela é suspirar de amor e alegria de viver.

Meus companheiros,
jovens marinheiros
sempre partem para outros cais,
eu nunca mais deixei a praia,
sou um menino aos seus cuidados,
não vou tão longe
que seus olhos não me alcançam,
não há lugar no universo
que eu não sinta a sua presença,
não há outra razão de viver além do ar
da sua graça e do seu amor,
poderia até partir,
mas morria de tristeza,
poderia até partir,
mas meu coração ficaria
para sempre nessa praia.


Nunes 
 


Ninguém Merece Suas Lágrimas

lágrimas



Ninguém Merece Suas Lágrimas

Não vou deixar
Ninguém te fazer chorar
Não vou deixar
Ninguém te fazer sofrer
Não vou deixar
Ninguém te machucar

Lembre sempre do que vou dizer
Ninguém merece suas lágrimas
Vamos inverter os papeis
Você é o meu anjo
O que eu tenho de mais precioso
Por isso eu vou te proteger

Quando eu não estiver
Aqui do seu lado
Lembre sempre de não derramar lágrimas
Por qualquer pessoa
Talvez ninguém mereça o seu sofrer

Não pense que sou amargo
Sou mais que teu amigo
Meu coração pode até ser duro
Pode até parecer ressentido
Mas é verdadeiro
E calejado pelos desenganos

Não vou deixar
Ninguém te fazer chorar
Não vou deixar
Ninguém te fazer sofrer
Não vou deixar
Ninguém te machucar

Lembre sempre do que vou dizer
Ninguém merece suas lágrimas

Nunes 

Muito próximo do fim...

muito próximo do fim

Muito próximo do fim...

Ainda chegaremos á conclusão
de que não merecemos
essa terra maravilhosa chamada Brasil;
Seremos entregues ao mundo,
para quem sabe,
façam melhor proveito
ou destruam de vez
o que um dia chamamos de Brasil.

Ainda chegaremos á conclusão
de que a ideologia sexual
funciona assim:
A mulher pode ser muito macho, sem problema,
mas o homem não pode ser macho,
porque ai ele representa um perigo,
o homem tem que ser afeminado.

Ainda chegaremos á conclusão
de que a espiritualidade
está acima de qualquer desejo mundano,
e qualquer forma de governo ou ideologia
e que o propósito da existência
transcende a própria vida.

Nunes


Tão sublime....

Banco de imagens : natureza, ramo, Flor, crescimento, plantar ...

Tão sublime.... 

Quem mais poderia ser tão sublime
para que meu coração transborde
alegria ao lembrar de ti,
minha emoção fica a flor da pele,
meus olhos deixam que as lágrimas
escorram pelo meu rosto, 
suspiro de alegria ao lembrar que tens olhos para mim,
fico calma e leve feito pólen indo com o vento,
fico manso feito um cordeirinho no seu colo
e alegre feito um menino correndo na chuva fina.

Tenho a tua presença em meu coração
como meu único e verdadeiro amor,
só tenho olhos pra ti,
só por ti suspiro de desejo.

Se chamas dos precipícios
eu salto,
se me esperas no alto da montanha
eu vou até lá,
se tua voz vier do meio da floresta escura 
eu te encontro,
se o teu chamado vier das cavernas
e dos abismos do medo
eu me atiro.

Se me ordenas
eu faço,
se repreendes
eu me arrependo;
se de perdoas
eu renasço,
se me olhas
eu suspiro pelo por ti,
se  falas comigo
eu dissolver diante dos teus olhos,
se me envolves
eu morro em teus braços,
se me beijas no rosto
eu ressuscito,
se me esboças um sorriso
o universo se expande,
se tocas em minha mão,
vou para qualquer lugar do universo,
se falas comigo
minha voz fica embargada,
se me matares
eu renasço,
se me estenderes as mãos
eu ganho a vida eterna.

Tanto amor só pode  haver
por um ser tão sublime
capaz de me fazer morrer
e renascer tantas vezes por ela...

Nunes 



 

A tagarelice mental em um contexto globalizado

poesia espiritualista

A Tagarelice 


No mundo moderno dialogamos
com o rádio, com a televisão,
com o computador, com o celular
e pessoalmente.

No mundo moderno nos envolvemos
e dialogamos com os problemas de um mundo globalizado,
que pouco, ou nada influencia em nossas vidas. 

Nos envolvemos indiretamente
com os problemas das celebridades
que nada acrescentam em nossas vidas,
mas o nosso envolvimento colabora 
com a visibilidade e retornos financeiros 
para essas pessoas.

Somos todos muito mais importantes
para os nossos amigos e parentes 
e para o mundo a nossa volta
que qualquer celebridade do outro lado do mundo. 
Em outros tempos nosso diálogos
eram limitados as pessoas próximas 
e nossos conflitos eram restritos 
ao mundo a nossa volta.
Era um tempo em que nossos diálogos internos 
eram restritos ao problemas de nossas vidas.

A modernidade, a globalização  e a tecnologia
trouxeram a ilusão de que somos importantes em um contexto
globalizado, quando somos, verdadeiramente, 
muito importantes ao mundo ao nosso entorno, 
esquecemos dessa nossa grande importância 
e responsabilidade e passamos
a acreditar que somos  importante em um contexto global,
isso porque o mundo é globalizado. 

Nossas tagarelices mentais, que a menos de cem anos atrás, 
eram restritas aos acontecimentos do mundo ao nosso entorno
e aos problemas pessoais ou de pessoas próximas a nós;

na modernidade passamos  a diálogo com todas as mídias
e com as infinidades de informações que chegam em nossas mentes,
e que nada acrescentam e alteram, de modo efetivo, as nossas vidas;
porém, possuem uma força avassalado para nos carregar
para um labirintos de tagarelice mental e conflitos
impossíveis de serem dissolvidos e resolvidos,
até mesmo porque não são 
nossos problemas e conflitos pessoais. 

A  prática da meditação e da oração precisam
ser apartadas de um mundo tão vasto e conflituoso
e atermos a nós mesmos e aos nossos problemas imediatos,
ou aos problemas e dores dos nossos amigos e parentes,
precisamos nos envolver com o mundo ao nosso redor,
onde de fato somos importantes e significativos. 

Quando nos atemos ao nosso entorno nossas 
tagarelices mentais se tornam muito mais controláveis
porque lidamos com uma quantidade limitada de informações e de problemas,
desse modo descomplicamos o nosso diálogo com o mundo
e com nosso interior.
Nossa tagarelice também se torna muito menor;
ela se ocupará com os problemas que damos conta de resolver,
portanto ficaremos muito mais próximos de encontrar a paz e o silêncio da mente. 

O que nos faz olhar para tão longe de nossa realidade íntima 
é o nosso orgulho e a nossa vaidade 
dentro de um mundo globalizado e midiático. 

Nunes 




Carma

Anubis a lei

Carma

Julgamos nossos carmas e consideramos
todos os males como fruto do castigo divino,
porém, de imediato, esses males
são apenas frutos de nossos próprios erros,
ainda não fomos julgados pela Lei de Deus
que é misericordiosa e sempre  acrescenta
um tempo para reconhecermos nossas pecados
e  acertarmos nossas condutas.

Desse modo julgamos nossas vidas
sobre a balança da justiça:
em um  prato  o castigo divino
no  prato  nossos erros e más ações,
sempre recorrentes, e de todos os dias.
Implicamos a Deus tudo de mal que nos acontece,
colocamos sobre os pratos da balança nossos
erros e suas consequências imediatas
como se fosse o carma,
quando ainda se quer fomos jugados.

O mal em nossas vidas,
fruto de nossos erros, são muitos,
porém damos o nome de carma
a tudo de mal que nos acontece,
no entanto, se analisarmos nosso comportamento
no mundo e os nossos defeitos interiores
veremos que muito desse mal é fruto
de defeitos e má conduta.

Sofremos por nossos erros
muito antes de sermos julgados por nossas más ações,
e esse sofrimento não é ainda o preço de nossos erros,
é apenas fruto e consequências desses erros.

Nunes  






Imagens numa bolha de sabão

Bola de sabão


Imagens numa  bolha de sabão


Pensamentos são imagens numa bolha de sabão.
A menina brinca de fazer bolhas,
elas todas vão desnorteadas
explodem no ar
ou  batem em uma folha, num galho,  no chão...

O velho da varanda sabe que pensamentos
são iguais a essas bolhas que a menina observa morrendo
depois de percorrer um curto espaço.

O velho observa e deixa os pensamentos correrem
refletindo o mundo feito bolha de sabão
e explodirem no ar;
o velho aprendeu, ainda na juventude,
a não dar respostas aos pensamentos,
apenas os observa e deixa que morram por si mesmos.

A reação a um pensamento alimenta
outros pensamentos que alimenta um sentimento negativo,
por isso o velho deixa que os pensamentos
morram por conta  própria.

O velho aprendeu na juventude
que esse é um dos caminhos para a meditação,
e o universo explode em uma bolha de sabão.

Nunes