Pesquisar este blog

O conceito de pecado no tempo do relativismo e do nivelamento

Casais - Imagens e Fotos para Whatsapp (Página 2) - Top Imagens

A sociedade do entretenimento do direito sexual e do prazer 

A sociedade do entretenimento, 
do  direito sexual e do prazer 
e tão confusa que deseja tornar, dentro do casamento cristão,
tudo que é repudiável: traição, família desfeita, frouxidão moral,
fantasias sexuais depravadas, amor livre...;
deseja torná-los comportamentos naturais, dignos e santificáveis.

Porém esses mesmos comportamentos
e  todos esteriótipos que a cultura e a religião cristã condena,
quando são vistos entre homossexuais e  prostitutas,
e nessa condição degradante; a sociedade do entretenimento, 
do direito sexual e do prazer deseja santificar
e dignificar a conduta dessas pessoas.
Para atingir esse objetivo desvirtuam, 
nivelam e colocando relativismos dentro
da estrutura, da família e dos valores cristãos.

Através dessas ferramentas de destruição conseguem
matar os valores cristãos e ainda atender 
a causa e os caprichos sexuais de um grupos.

Em síntese usam o cristianismo contra o cristão:
quando o cristão se mostra resistente 
contra essas transformações culturais,
usam os próprios valores cristãos contra os cristãos,
incutindo culpas na alma do cristão,
condenando-o por falta de amor e compaixão cristã.

Esse sempre foi o jogo da sociedade relativista e niveladora,
porém o cristão, em suas fraquezas e frouxidões
se deixaram seduzir pelo relativismo 
e os colocaram para dentro da sociedade conservadora e das igrejas 
como um presente de grego, um cavalo de Troia. 

Nunes 

Urano em Touro

NOVO TRANSITO DE URANO EM TOURO 2018/2026 – QUEBRA DA ESTABILIDADE ...


Urano em Touro

Urano em Touro:
se na terra não brota o pão
para nada serve o ouro 
em sua na mão. 

Touro em sua essência 
é o espirito concretizado na matéria, 
é a matéria concretizada no espírito.

O Ter em Touro
vai muito além da noção 
materialista desse tempo.

A fartura em Touro
e a providencia divina 
são os recursos da terra
que está em constante
processo de morte e vida
num eterno ciclo marcado 
pelos signos de Escorpião e Touro. 

A matéria tem o valor que damos a ela, 
segundo as circunstâncias,
porém, a matéria tem o seu valor preservado
segundo o seu espirito concretizado na matéria,
independente dos valores que colocamos 
segunda as circunstâncias de nosso tempo.   

Nunes 

Mais a frente no terceiro caminho...

Cidade de Marília.Com : Artigos, Poesia e Símbolo Imparcialista

Mais a frente no terceiro caminho... 

Os caminhos  paralelos
se diferenciam pela lei da dualidade, 
os conceitos de cada caminho  os fazem antagônicos,
mas entre os dois caminhos  opostos está um caminho
de equilíbrio, ordem, justiça, verdade, 
estrutura, consciência, sanidade e coerência,
nesse caminho não há tempo que transcende a verdade imutável.

Muito além desse caminho entre dualidade
está o  caminho da unidade,
nessa altura da estrada 
o aperfeiçoamento espiritual se torna 
o único propósito da vida do Imparcialista,
a busca pela unidade em um momento de meditação
e a compreensão de que o proposito  é a unidade,
ou união com Deus,
por que Deus é a unidade.  

A Filocalia é um caminho dentro do Imparcialismo,
um caminho de oração e meditação cristã,
e o descampado desse caminho é a unidade com Deus
seja em um momento de meditação
ou no trunfo de uma integração com o TODO que é Deus.

A Filocalia é o caminho,
em um tempo em que viveremos pela fé.  

Nunes         

28-03-2020

Igualdade e equidade são os dois pratos da balança.

Resultado de imagem para aquario o aquaceiro

Equidade

Igualdade e equidade são os dois pratos da balança. 

Não é tão simples assim, precisei de meio caminho
Para entender que a vida precisa de equidade,
Para entender que a minha conduta nessa existência
Deve ser equivalente a minha realidade atual.

Não se compreende isso do dia para a noite.
É preciso de meio caminho para entender,
E deixar de bater-se contra as paredes.

Para o caminho é preciso unidade,
Qualquer desvio é um descaminho.

Até o meio do caminho, por apego,
Adiei a morte do vício e do erro.
Agora compreendo que um erro bajulado,
Compromete todo o caminho.

Quem somos e quem vivenciamos
Não encontra equidade, não são equivalentes...
Vivemos a vida como personagens de um filme,
De uma peça de teatro, de um livro...

Sobra em nós características que não cabem na vida:
Segredos, vidas paralelas, vícios, conflitos interiores, fracassos...
O maior desafio da vida
É sermos equivalentes com a nossa realidade,
Abandonar as encenações de personagens;
A vida paralela e os vícios,
Que são sempre escapismos,
Ou encenações do reflexo do que somos.

Não vivemos esses vícios às claras na vida real, prática e equivalente,
Estão sempre ocultos dentro da vida paralela.
O conflito entre o que somos e a nossa condição real
É comum a todas as pessoas;
Não é exclusividade de quem vive esses conflitos no campo da sexualidade.

Há muitos outros conflitos e características
Que não se encaixam com a vida prática e real de cada pessoa.
São conflitos que parecem ter vindo de vidas passadas,
Que agora devem ser deixados
Para que possamos viver a presente existência com equidade.

Nunes

Dúvida de criança pós-moderna

Resultado de imagem para deformação quadros

Um homem...
Uma criança pós-moderna perguntou:
_ Mamãe o que é um homem?
A mãe respondeu:
Um homem!... Um homem!...
Um homem é igual... ao seu pai!
_Igual ao meu pai!?
 _ Estão um homem é uma mulher que não é mulher!
porque o pai é igual  a mãe, mas que não é homem...
mas é como se fosse! 
_Mais ou menos por ai!  - Respondeu a mãe.
_Então o que seria um homem de verdade? Perguntou a criança.
A mãe deu lhe um pata na cara e disse:
_Seu homofóbico, fascista, nazista, direitista #%*`&-@!+Y+X)¨",
a escola não está te ensinando direito!...
Amanhã eu vou falar com o a Diretora!  
Salomão Alcântara
Nunes

A grande ilusão de progresso

Resultado de imagem para simbolo imparcialista


A grande ilusão de progresso 

Na sociedade dos bens de consumo
Nos tornamos frouxos na ética, nos valores e na moral,
Sentimos no direito de adquirir e ter acesso
A tudo que é produzido, mesmo quando
Nossas condições financeiras não permite.

Então recorremos a meios ilegais,
 Sem qualquer constrangimento ou peço de consciência,
Afinal, rompemos com a ética , os valores e a moral,
A partir do instante que os bens de consumo
Se tornaram o centro da vida moderna.

A tão cobiçada tecnologia,
Que muito pouco acrescenta a nossa vida real,
Está consumindo os nossos recursos financeiros,
Estamos gastando mais com celulares, internet e televisão
Do que com a nossa própria alimentação,
Nosso bem estar e nossa segurança.

A tecnologia á disposição,
Como produto para ser consumido,
As compras para serem pagas em tempos a perder de vista,
As grande ilusão dos cartões de Bancos
Que nos possibilitaram comprar tudo no fiado moderno,
Trouxeram a grande ilusão de progresso e de melhorias financeiras,
Que foram tão sem lastro quando o dinheiro falso.
Cegos de cobiças não vimos a GRANDE ILUSÃO MODERNA.


Caímos em um nivelamento e um relativismo
Que justifica e santifica todas as coisas,
Nós tornamos tão soberbos que desafiamos até mesmo
O GRANDE ARQUITETO DO UNIVERSO,
Estamos vivendo agora a nossa TORRE DE BABEL TECNOLÓGICA.

Nunes 


2008

Depois do altar...


Resultado de imagem para cemetério noiva

Depois do altar... 


Fui conduzida até o altar,
Passando entre sorrisos sinceros,
Cumprimentos e comentários
De que eu estava linda!...vestida de noiva.

Logo a festa!...
Logo um caixão no centro da sala.
Um rapaz num choro desesperado!
E pessoas comentando
Sobre um acidente de automóvel.

Eu estava ali, vestida de noiva,
Dentro do caixão no centro da sala.
Tentei desesperadamente acordar do pesadelo,
Nesse instante percebi que o elo
Entre minha carne e meu espírito
Havia se rompido, porém, notei que existo...

Indiferente ao tempo e essa forma espectral;
Ainda não habituei com as paredes que transpasso.
O anjo vestido de preto veio e me envolveu
E confortou-me com estas palavras:
_ A morte é apenas não ter um corpo
Para retornar de um sonho, como um andarilho
Que perambula pelas estradas,
Os mortos perambulam em um universo paralelo.

Agora meu corpo se decompõe
Abaixo de sete palmos de terra.

Abdias de Carvalho
Nunes

02/11/11 15:15

Guerra biológica cibernética

Resultado de imagem para guerra biologica

Guerra biológica cibernética 

Pelas mídias vejo a guerra cibernética,
pelas ruas a guerra biológica,
nos panfletos de farmácias,
nos cartazes dos supermercados
vejo a exploração comercial
do caos criado de propósito
para depois criar a cura já combinada.

Esse vilarejo em algum lugar do Brasil
é como se estivesse lado a lado
com aquela vila do outro lado do oceano;
tempos de locomoção
e meios de informações modernos,
o mal não se espalha mais só com o vento...

No outro lado do oceano
a cultura consumista
criou um asiático americanizado.

O mundo explorou a mão de obra chinesa,
agora chegou a conta...
pagaremos pela dependência e a exploração.

Observo todo esse  pânico e esse caos
criado, supervisionado e controlado
com a mesma indiferença que olho
para a formiga caminhando apressada
entre o chão e o roda pé do banheiro,
ou com a mesma indiferença que olho
essa gente que entra e sai da estação do metro.

Contudo, está salva
a mística do Peregrino Russo,
a oração dos padres do deserto, a minha filocalia,
a Bíblia Sagrada,
e todas essas coisas que amo
e carrego na mochila e na minha intimidade com Deus.

Nunes 


A sociedade do relativismo e do nivelamento onde tudo é moldável.



A sociedade do prazer

Essa é a sociedade do prazer,
do entretenimento e do sexo.
Em tudo temos aquela ideologia sexual,
prazer, entorpecentes e felicidade sexual,
 “sociedade líquida”, de “amor líquido”
sociedade deformável,
moldável segundo as conveniências.

Tudo é deformado em nome da inclusão,
do direito sexual, da aceitação,
da teorização e a criação de mercado...

Podemos deformar, desestruturar tudo
em nome da Grande Rameira.

Não temos mais estrutura,
parâmetros, verdades ou mentiras....
somos deformados em nome do prazer,
da libertinagem e do sexo....
vivemos uma Ditadura Sexual,
um comunismo e um capitalismo sexual;
comunismo sexual para destruir os valores cristãos
e forma a sociedade segundo a pauta socialista,
capitalismo sexual que explora, descaradamente,
a libertinagem, o entretenimento exacerbado e o sexo
como mercado, produto e público consumidor.

Estamos criando um monstro, uma coisa sem estrutura.
Tudo que existe precisa de forma,
o que não possui forma é incompreensível,
assim estamos nos formando, uma coisa sem nome;
ainda não dá para saber o que somos,
Estamos chamando isso de pós-moderno,
sociedade do prazer...relativismo e nivelamento.

Tudo é moldável, a bíblia e nossas verdades
são reformuladas segundo
O público que se quer agradar...

A professora dizia:
_ Eu estou professora, não sou professora.
Pensei, é uma boa justificativa para ser negligente,
uma boa desculpa para fugir da responsabilidade
e do compromisso de ser um exemplo...
Essa é a sociedade do prazer negligenciando
o altruísmo, a postura e o exemplo,
em prol do descompromisso com a estrutura e a missão.  

Albano Morais

Nunes


O ser misterioso

Espero na providência divina,
espero nas correntezas de energias cósmicas,
navego e peço apenas que me leve para um lugar significante,
não sei navegar por conta própria,
e além do mais, as portas dos mistérios estão fechadas.

Rodopio nessa corrente de energia,
sou lançado no ar por esse furação cósmico.
do espaço vejo outro plano,
do espaço me vejo trabalhando em uma máquina;
muito trabalho e pouco resultado.

Quando encontro o chão metafísico
o céu se mostra feito uma tela onde símbolos e signos são projetados,
ao meu lado um homem negro vestido com um quimono roxo claro,
chamo o de meu amigo, mas ele nem se quer me percebe,
estou tão acostumado a ser  ignorado que compreendi que não sou digno
de um olhar ou uma palavra de quem quer que seja.

A mulher e o dragão estão no céu,
o dragão desce pronto para me engolir,
estou arma com um martelo,
mas o dragão se afasta quando bato o pé.

Espero na providência divina,
espero nas correntes cósmicas...
estou esperando o dragão,
estou esperando a noite misteriosa.

Nunes 

O Relativismo e o nivelamento na sociedade do politicamente correto.

O Imparcialismo 2006 



A invasão do relativismo 

O politicamente correto
é ferramenta do relativismo
e o produto final é o nivelamento.

Vivemos um ciclo de relativismo que leva ao nivelamento,
e de um nivelamento que leva ao relativismo.

Todas essas armas de destruição cultural
atacam a estrutura das culturas tradicionais,
ou deixam que sobrevivam, com tanto que
se moldem aos interesses dos que impõem o relativismo.

O conceito de arte moderna é uma ferramenta
de nivelamento e relativismo a partir do momento
que disse que tudo é arte...

O multiculturalismo se tornou uma ferramenta de destruição
quando impôs  o nivelamento e o relativismo cultural,
A diversidade cultural se resumiu em diversidade sexual
e multiculturalismo relativista e nivelador.

A educação, quando nivelou professores e alunos,
também se tornou uma ferramenta
de relativismos e nivelamentos. 

O relativismo é um projeto a longo prazo:
na primeira fase propagaram que somos todos iguais
e que tudo é a mesma coisa,
a segunda fase é a dominação,
a terceira fase é a declaração de que são superiores
e estão no comando...

Então será o fim do relativismo;
não precisam mais dizer que somos todos iguais,
e que tudo é a mesma coisa.
Agora, os que implementaram o relativismo são superiores
porque dominaram a cultura e os valores tradicionais.

O relativismo se aproveita da educação,
da solidariedade, da caridade e da compaixão...
usa as virtudes e os valores  da cultura cristã contra ela mesma.
faz com que um cristão se sinta pecador
por não ter compaixão dos que "sofrem"...

Feito mendigos que se aproveitam da solidariedade do Rei;
estupram suas filhas, matam seus filhos e destroem os valores
religiosos e culturais de seu povo e
Destroem os elementos que unificam a nação.

Nunes 
  

Altruísmo e imediatismo na sociedade do prazer


Aluno atira em professora e se mata.
O que a pedagogia do amor tem a dizer!?
O que a sociedade e suas leis que igualou
Crianças e adultos tem a dizer,
O que os especialistas da educação têm a dizer.
Essa é a sociedade que perdeu todos os valores,
Essa é a sociedade que forma indivíduos
Para consumo, o sexo casual, a diversão e o entretenimento...
Indivíduos que desconhece o ser humano.

Quando é que vamos aceitar
Que a criança é individuo em formação,
E deve ser podado, limitado, educado e orientado.
Temos a "pedagogia do amor"
A pedagogia que forma para o fracasso,
Temos as leis que igualam crianças e adultos,
Temos a destruição da ordem e da autoridade do adulto,
Temos o sistema capitalista socialista consumista
Que forma indivíduos para o consumo,
O prazer e o entretenimento,
Temos a educação com ideias inclusivas
Que se molda para  uma geração
Que desconhece o altruísmo,
E tudo deve vir mastigado e pronto, é só engolir.

É natural que essa geração não tem perspectiva,
Afinal eles são formados somente para o consumo,
Para andar o tempo todo com um aparelho eletrônico
No bolso, para ir ao shopping, para escutar
Qualquer música imediatista e comercial...
Essa é a sociedade e a educação que coloca
Máquina de camisinha na escola,
Que se adapta á uma geração destruída
Pela sociedade pós-moderna, sociedade do prazer...
   
Salomão Alcântara
Nunes


O lenhador da colina


Resultado de imagem para floresta escura

O lenhador da Colina

Faz três décadas que o mundo não vê um dia claro de sol,
por todos esses anos a terra esteve cinzenta e fria...
cansamos de esperar pelo dia claro e o verão,
aprendemos  a engolir a seco,
aprendemos a engolir o choro,
somos árvores secas que não tem mais seiva,
aprendemos a ser forte e morremos lentamente
feito uma ruína que resiste ao tempo,
seria melhor desabar de uma vez...

Disseram que mais ao norte mora a esperança,
caminhamos para lá,
mas tudo que vemos é a neblina e a cinza que se expande...
todo mundo que ainda anda por essa terra
tenta de algum modo fazer contato uns com os outros,
o medo nos tornou solidários...

Depois dessas árvores mora o lenhador,
parece mais forte que todos nós,
nunca se ouviu a sua voz,
mas ele nos atrai para sua teia de mistério
e silêncio feito, arranhas silenciosa.

Esperamos que ele  abra a boca,
como quem espera de alguém uma boa nova,
mas ele não diz nada e nem se quer nos olha...

Talvez para ele o mundo sempre foi  cinza e frio,
talvez ninguém o notaria 
se não fosse o silêncio e o mistério que o envolve,
talvez se o dia fosse lindo e claro 
ninguém perceberia o lenhador da colina. 

Nesse  tempo de ar acinzentado 
aprendemos a ver e a reconhecer as coisas 
através de seus contornos. 
   
Nunes

A elite da sociedade do prazer

Resultado de imagem para comunista comendo hambúrguer


Socialismo Capitalista 

Chegou a universidade
a elite da sociedade
que pratica degradação cultural,
própria da sociedade do consumo,
do entretenimento e do prazer inconsequente.

Essa é a sociedade do prazer,
uma mescla de socialismo e capitalismo,
segundo as conveniências....

Chegou a universidade
a geração criada para ser sem limites,
sem fronteiras,sem compromissos,
sem valores cristãos e familiares,
sem virtudes, sem estrutura;
formada por uma cultura comercial
e para uma cultura comercial
que se molda ao entretenimento e o prazer.
 
Se esses que são a elite,
o futuro do país estão chafurdando na lama
da cultura de entretenimentos, prazer e vícios,
o que poderemos esperar dos sem perspectivas.

A arte moderna e seu conceito desconfigurador,
relativista e nivelador
representa e materializa o que se pretendia
com a desconstrução e a destruição dos valores cristãos
através do comunismo.

A arte moderna e a educação se tornaram ferramentas
para a destruição da sociedade agarradas nos valores cristãos.

A arte moderna é ao mesmo tempo
a materialização da desconfiguração pretendida
e alcançada, como também é a leitura da desconfiguração da sociedade;
fruto de um socialismo e um capitalismo de conveniências.

Na prática não há socialismo puro e nem capitalismo puro:
O socialismo não resiste aos bens de consumo capitalista
e o capitalismo não resiste em colocar tudo á venda,
até mesmo conceitos socialistas de estilo de vida,
até mesmo padres lindo, musculosos e cheirosos.

As freiras ainda não foram exploradas
como possível matéria prima,
criação de mercado e para um público alvo.


Nunes  

Poesia Imparcialista

O Brasil está vivendo uma guerra cibernética....

Resultado de imagem para guerra cibernética


Guerra Cibernética

O Brasil está vivendo uma guerra cibernética;
foi tirado do povo as armas de fogo,
mas, sem querer, deram a arma cibernética,
mas intenção era criar um mercado e um público consumidor
para os produtos eletrônicos e a internet,
sem a menor intenção, armaram o povo com celulares  e internet
capazes de derrubar governos e sistemas políticos.

As grandes mídias não podem mais manipular a informação 
segundo as suas vontades e seus interesses.
o povo está armado, o povo tem voz, 
essa é uma democracia criada pelo contexto da era dos computadores,
esse Poder não foi dado por ninguém 
e apenas consequência da criação de mercado 
para produtos eletrônicos, 
que agora são armas na mão do povo.

A democratização do acesso ao conhecimento,
a democratização da voz
na era da informação
nasceu  junto com o Movimento Imparcialista,
que ninguém viu,
mas ele sobreviveu dentro de um cenário e um contexto
onde somente a voz da esquerda se ouvia...
   
Nunes  



Resultado de imagem para simbolo imparcialista

Do modernismo ao pós-modernismo

Resultado de imagem para cidades modernissimas


MODERNÍSSIMOS 

O modernismo morreu!
Dizem que morreu,
Porém se continuarmos olhando para o avança
Tecnológico e cientifico como se ele fosse o modernismo e si mesmo,
Certamente continuaremos em um mesmo tempo histórico de ilusões de avanços;
Ilusões de que o homem é muito melhor...
A modernização foi o processo dinâmico de transformação da matéria
E o esquecimento do espírito no fundo da alma.

O Pós-Modernismo é muito mais comportamental
Que a situação exterior ao homem,
Apesar de homem pós-moderno ser confundido com seu tempo e espaço...

Somos a sociedade do prazer, do entretenimento,
Do sexo fácil e virtual, da mulher imitação do homem
E do homem imitação da mulher superficial e submissa...
Somos a sociedade dos consumos absurdos
E dos prazeres acima de todas as ideologias,
Crenças, fé, valores, virtudes...

Estamos no mundo para ser felizes e sexuais...extremamente sexuais....
Somos a ilusão da ilusão,
A ilusão dentro da ilusão...
A hipocrisia dentro da hipocrisia...

Estamos engolidos pela imagem virtual
E ilusória que criamos de nos mesmos,
Somos embriagados que se embriaga como se não estivesse embriagado.

Somos a sociedade com indivíduos com milhares de amigos virtuais e imaginários.
Meu carro furou o pneu a cinquenta quilômetros da cidade mais próxima
Tenho 2255 dois mil e duzentos e vinte e cinco amigos virtuais,
Porém tive que pedir socorro ao meu velho e bom amigo da escola primária,
Que amigo virtual vai ter essa consideração...
Com tantos amigos quem me socorreu,
Quem me recebeu de volta em sua casa foram os meus pais e irmãos.

Salomão Alcântara
Nunes