Eu quis habitar embaixo de suas asas amorosas

Procurei as tuas asas,
Morei nos teus silêncios,
Contemplei o teu olhar
E quis morar em tua casa
Onde vivemos o amor, a compaixão
E a felicidade de morar contigo.

Eu quis habitar embaixo de suas asas amorosas,
Dedicar todas as horas a contemplar-te
E a viver nessa paisagem mística e bucólica de minha alma.

Descobri  que as obrigações da vida cotidiana
Chamam  por mim,
E tenho que deixar suas asas amorosas
E viver a face mais dinâmica de meu ser.

José Nunes Pereira


   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Movimento Solar

Guerra biológica cibernética

PRESENÇA