Pesquisar este blog

Ilusão de ser

Ser o que de fato é,
É ser a cada instante de consciência
E mente vazia,
Ser com tanta intensidade que chego a ouvir
A me ver em cada movimento.

Ser de fato é
Ser o que sou a cada segundo
Consciente de ser muito mais intenso
Que aquela agonia de ser uma ilusão de ser,
Ou de vir a ser.

J.Nunes 

Não fui convocado

Definitivamente retiro de cena
Minha insignificante pessoa.
Entrei numa guerra
Em que eu não sou soldado,
Entrei em uma missão que não me foi dada,
Entrei em uma batalha por conta própria
Sem que tivesse sido convocado.

Nesse momento, abandono
Essa vaidade, esse orgulho e essa prepotência,
E vou varrer a calçada cheia de folhas
E lavar a louça que se acumula na pia.

J.Nunes   

Dervixes Rodopiantes

Quando Deus fala em meus ouvidos,
Quando ouço sua voz no sopro do vento,
Quanto ele me abre os olhos
Para ver a sua glória,
Quando ele rasga o céu
E me mostra o que está por vir,
Quando ele me dá suas asas de águia
E me leva para a sua montanha,
Quanto ele transporta o meu espírito
E me faz ouvir e ver para além
De doutrinas de religiões,
Quanto ele me faz rodopiar na alma
E me lança para além desse plano,
Quanto ele me aquece o coração
Com seu amor a todas as criaturas
Nessa cadeia de eterno existir,
Quando ele me chama no fogo,
De suas profundezas e de suas alturas,
Quando meu Pai pega em minha mão
E passei comigo pela praia deserta,
Eu não posso dizer não ao Senhor da minha vida
Por isso escrevo poemas
Que convida os homens a Dançar ao som do silêncio
Feito Dervixes rodopiantes
Ao som a orquestra invisível.

José Nunes Pereira 

O Eterno Oito

O Eterno Oito

Em alguns momentos na vida
As pessoas se sentem
Feito árvores com seus frutos caídos  no chão,
Porém,  nada é perdido
 O ciclo da vida e da morte sabe tirar proveito de tudo...

Os frutos serão aproveitados pela mãe natureza de algum modo;
 A fruta que é alimento,  a semente que é esperança
De uma nova árvore e um novo fruto.

Olhe embaixo das folhas secas,
E verá quanta vida ali se esconde,
Olhe atrás das casas secas dessa árvore,
E verá o ciclo da vida e da morte.

A vida e a morte caminham em ciclo,
Em algum momento a vida passa o bastão para a morte,
 Logo mais a morte passa o bastão para a vida
Em um ciclo de eternidade.

São números incontáveis de eternos oito
Que se entrelaçam e não se confundem,
A vida e a morte formam o eterno oito.

Os teus frutos não estão perdidos,
De algum modo serão usados pelo ciclo da vida e da morte.

Até mesmo as criaturas mais repugnantes da terra
São aproveitadas dentro do ciclo da vida e da morte.

Quanto mais sublimes são os nossos frutos
Mais perto de Deus estaremos, e ele nos libertará
Da prisão de caminhar sobre esse eterno oito da vida.

José Nunes Pereira
21-01-2019

Plano das ideias

A realidade é a  representação
De ideias abstratas
Que se materialização,
Porém desconfio que essa realidade
Já existe concreta no plano das ideias
Que se manisfesta na mente em forma a abstrata,
Assim com quanto pensamos de modo abstrato
Na realidade já concretiza
No plano terrestre. 

José Nunes Pereira 

O Cristo é crucificado

Resultado de imagem para O Cristo é crucificado

Entre nuvens escuras
O Cristo é crucificado
Numa agonia de morte,
Ao fundo das imagens e pensamentos de pecado.

Nesse instante de agonia e morte
Pelos meus pecados, uma voz exclama:

"Cristo, funda meu corpo ao teu corpo,
Meu sangue ao teu sangue
Meu espírito ao teu espírito."

J.Nunes  

Caminho negligenciado

Eu não te abandonei,
Apenas vou contigo por outro caminho,
Te levo em meu coração,
Você sempre foi o meu primeiro e único amor.

As batalhas da vida
Sempre me puxavam para o caminho
Da vida ativa e prática,
Porém eu sempre vivi embaixo de suas asas amorosas,
Eu sempre quis estar no silêncio de meu quarto,
Eu sempre quis estar apenas em seus braços,
Eu quis uma vida contemplação.

Havia um desencontro,
O mundo cobrava de mim mais consciência e ação,
Então eu te pedi que me desse os teus aspectos
Apropriados a uma vida dentro desse mundo de trabalho e guerra;
Estão despertastes em mim a consciência,
A sabedoria e o discernimento para viver
Uma vida de acordo com o caminho
Que  me vou entregue desde o meu nascimento.

Deixei suas asas amorosas,
Agora sou o guerreiro em seu nome,
Seu filho que anda ao seu lado
Pelo meu caminho antes negligenciado.

José Nunes Pereira

Eu quis habitar embaixo de suas asas amorosas

Procurei as tuas asas,
Morei nos teus silêncios,
Contemplei o teu olhar
E quis morar em tua casa
Onde vivemos o amor, a compaixão
E a felicidade de morar contigo.

Eu quis habitar embaixo de suas asas amorosas,
Dedicar todas as horas a contemplar-te
E a viver nessa paisagem mística e bucólica de minha alma.

Descobri  que as obrigações da vida cotidiana
Chamam  por mim,
E tenho que deixar suas asas amorosas
E viver a face mais dinâmica de meu ser.

José Nunes Pereira


   

Elias

Elias, o profeta Imortal
Veio entre as névoas da montanha.

O profeta Elias virá outra vez
Entre as névoas da montanha.

Seu rosto venerável
Surge novamente
Entre a névoa da montanha.

José Nunes Pereira 

VERDUGO

Persuadi o gigante verdugo
Que arranca os olhos dos pecadores luxuriosos,
Ele me disse que arranca uma parte da língua,
Daqueles que persiste no erro,
Para que, definitivamente, não mais encontrem Deus,
Mesmo quando o buscarmos desesperadamente.

A língua é o órgão para manifestarmos os nossos desejos e súplicas.

O gigante arranca o terceiro olho,
E ensurdece o ouvido mágico dos pecadores.

José Nunes Pereira 

O retorno de Saturno



A Hora de Saturno

É chegada à hora da colheita,
O retorno de Saturno,
A hora de Saturno,
O Senhor do Tempo...

O que você plantou,
O que você tem para colher,
O que você tem para receber,
O que tem para pagar.
Se não houver crédito,
Tudo será tirado.

Passou o Ciclo do Sol,
Tempo de individualismo
E brilho fácil...

Entramos no Ciclo de Saturno,
Tempo de coisas sérias,
E de homens sérios e responsáveis 
Tempo de trabalho, estrutura
E coletividade...  

José Nunes Pereira 

Nas mãos de Vulcano



Teorizar sobre a alma
É rápido e superficial,
Porém construí-la
É um trabalho duro, árduo e lento.

Não tenho tido paciência,
Tenho tido muita pressa
Em construí essa concretude na alma,
E descobri que a teoria tem as asas de Mercúrio
E vai ao sabor dos ventos,
Porém a alma está nas mãos de Vulcano
E precisa de trabalho, maturação, prova, forja e fogo...

Quando lançada na terra,
A semente nas mãos da Deusa da Gaia
Faz-se, com muito custo,  uma árvore frondosa,
Porém é preciso muito tempo e condições ideias
Para que essa semente seja um dia uma árvore frondosa. 


José Nunes Pereira