Pesquisar este blog

O Estábulo

Resultado de imagem para o estábulo


O Estábulo

Ao chegar uma criatura
Saiu debaixo da árvore frondosa,
Persegui a criatura,
Talvez fosse um elementar da natureza.

Um pouco mais distante
Percebi que a criatura era um menino
Vestido de franciscano
Com o cinto de três nós em volta da cintura:
Pobreza, castidade e obediência.

Persegui o menino com vestes de franciscano
Percebi que o menino estava me levando
Para algum lugar, cheguei ao estábulo.

Perguntei ao pastor de gado
Por São Francisco.
Ele disse que era Francisco,
Eu disse quero falar com o Santo;
No estábulo uma lhama gigante.

J.Nunes

25-02-2016 

No ritmo dos desejos

O ego põe ritmo bestial na vida,
É o ritmo dos desejos,
Em alguns o ódio,
Em outros a ganância,
Em outros a luxuria,...
Em outro tudo isso junto.

Com a morte desdes egos,
Que  põe ritmo em nossas vidas
Podemos viver no compasso
Da alma e com o coração tranquilo.

J.Nunes

Paisagem do caminho

Alegre ou triste,
Sucesso ou fracasso,
Com você ou sem você,
Tanto faz,
É tudo paisagem do caminho,
O que importa é a caminhada.

J.Nunes 

Erros do destino

Gente não é igual árvore
Que não erra seu fruto,
Assim, como deve ser,
Abacateiro dá abacate,
Mangueira dá manga.

Gente não é assim,
As vezes verdadeiros artistas acabam faxineiros,
As vezes grandes inventores se tornam garçons.

Gente dá frutos errados,
Deve existir uma força maior
Por de trás desses erros do destino.

J.Nunes 

Presentes do mundo

O mundo te dá razões para se iludir,
O mundo te entrega presentes
E compra o seu espirito.

Por algum motivo
O mundo esqueceu de me presentear,
Me deu o fracasso e desilusões
Em que desejei.

Assim me deu razão para ser
Um rebelde na alma,
Para matar o ego sem piedade
E me vingar a vida de fracassos.

A vida me presenteou com os fracassos
As desilusões e até mesmo a doença,
E me deu todas as razões
Para a morte do ego.

J.Nunes



A coruja e a águia

  Resultado de imagem para á aguia

A águia de penas e bico renovados,
A águia renovada.
A coruja grande como a águia,
A coruja negra como a noite,
Pousaram sobre a casa
Em um silêncio de espera.

J.Nunes  
  

Artigos Imparcialistas: Beleza

Artigos Imparcialistas: Beleza: Beleza Andando pelos campos Notei que há flores Onde ninguém as vê, são lindas E se desenvolvem sem se importar Se vam...

Falsas virtudes

As falsas virtudes são provisórias;
Usamos às, enquanto não temos o orgulho de ser
O que sempre desejamos ser.

Quando atingimos o sucesso
Podemos trocar essa falsa virtude provisória
Pela simpatia e a elegância
Que esconde o orgulho
E a satisfação de ser reconhecido e bem sucedido.

Quando o tempo passa e não atingimos o sucesso
Ficamos cansados da falsa virtude da humildade,
Passamos para a sabotagem e a avacalhação,
Ou caímos na melancolia e no pessimismo.

Se o tempo não trouxe o reconhecimento,
É preciso deixar a falsa humildade provisória,
A melancolia de fracassado
E seguir pelo caminho
Que não negará para ninguém vitória da alma.

Caminho, que de qualquer modo, deveria ser seguido,
Porém o fracassado na vida tem as melhores oportunidades
De morte do ego, porque a vida lhes impedem
De ter a ilusão de sucesso e de descansar em bases falsas.

Vim para o mundo sem qualquer destino certo,
Vim para o mundo para ser errante.
Fiz da incerteza e dos descaminho o meu caminho.
Agora, estou morto para esse que fui,
Esse que era sensivel e sentimental na vida.

Deixe de ser um homem sentimental
Para me tornar  um homem
Prático, direto, técnico e objetivo.


J.Nunes    02-01-2017






POESIA SOBRE O MUNDO INTERIOR

Mundo Interior

O mundo dos pensamentos, dos conflitos e dos sentimentos
É o reflexo do mundo exterior dentro da mente.
O Mundo interior é o silêncio da mente
Que resulta no contato e no diálogo com nosso ser.

O pensamento involuntário de cada instante
Pode ser eliminado; eles não possuem
Conexões com as ações e os momentos vividos.

Os pensamentos dirigidos, imaginação voluntária
E até o silêncio da mente, podem substituir
O pensamento involuntário.
As conversas interiores estão sempre relacionadas
Com o passado de magoas,
Ao futuro e ao presente de ilusões e expectativas,
Que nada tem haver com o momento vivido.

Posso me perguntar a cada instante:
O que esse pensamento e esse sentimento
Tem haver com essa ação que estou praticando
Nesse exato instante?

Pergunto para perceber que a ação
Não tem nada haver com o pensamento involuntário
E que esse pensamento apenas tem a capacidade
De me fazer inconsciente da ação praticada,
Enquanto que o pensamento dirigido e a imaginação voluntária
É a consciência desse instante.

J.Nunes


01-02-2017