Pesquisar este blog

Poesia esotérica

Enigmáticos 

Ao longe a montanha
Se  configura em castelo...
As portas da sala de misticismos
Se abriram para mim.

No umbral fiz o cumprimento sagrado,
Dentro da sala de misticismo,
Dois velhos iguais
Um deitado em cada canto da sala.

Um deles me chamou
Pelo meu nome de batismo,
E me disse através  enigmas,
Me disse através de símbolos.
Eles são o meu grande enigma.

J.Nunes  


Poesia sobre encontrar Deus

Ser Nada

Eu já quis ser tanta coisa...
Tem gente que quer ser tanta coisa...
Quando é tão fácil não ser nada,
É tão leve não ser nada...
basta ser.

Mas é tão difícil
Chegar a ser nada
E respirar a leveza
De querer Deus....

J.Nunes

Chakras

Em um quadro surrealista esotérico
O homem pedala uma bicicleta,
E sua corrente engrenada
Nas roldanas da alma
Coloca para girar
As rodas de luz.

J.Nunez   


Resultado de imagem para chakras portugues


Jazigo

Me aproximei do templo de mármore,
Feliz por encontrá-lo.
Quando aproximei o templo
Era um jazigo,
Com uma porta
Que passava apenas
Um corpo morto deitado.

Sobre o túmulo do ressuscitado,
Sobre o pedra do epitáfio,
Estava o nome no renascido,
O que venceu a vida e a morte
Meu amado mestre Jesus,
Que me convida para a morte pecado.

O cão branco como a neve
Tem duas camadas de dentes,
E me agarra e não me deixa flutuar,
O cão branco é uma incógnita.

J.Nunes




Sol Interior - Sol na casa 12



Sol  Interior

Dia dos mortos sem chuva,
Sol entrando pelas janelas,
Caminhando pelos corredores,
Adentrando os porões e seus cantos escuros,
Iluminando o interior e colocando para fugir
Todas as criaturas da noite.

Os vampiros e outras criaturas tenebrosas
Saíram dos cantos escuros e foram fulminados
Pela luz do sol interior na casa doze,
Liberando a virtude da alma aprisionada.

Sol da consciência e da lucidez
Que chega a todos os cantos escuros
E faz um eterno dia de sol
Na noite dos tenebrosos.

J.Nunes