Poesia religiosa

Minha religião

O pensamento é um entre parênteses no meu silêncio.
Meu silêncio está cheio de entre parênteses.
Na prática minha religião
Não vai muito além de minha devoção aos santos,
Não vai muito além da mortificação dos pecados,
Da prática da virtude, da meditação
E dessa busca do silêncio interior.
Nos livros minha religião
Vai muito além desse exercício de fé e mística.

Francisco Medeiros

J.Nunez

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Movimento Solar

Guerra biológica cibernética

PRESENÇA