Pesquisar este blog

O meu silêncio...

 Já senti desconforto em não falar,

já me preocupei com o espaço vazio

que ficava entre uma fala e outro.


Não me importo mais,

aprendi a existir no silêncio

feito um objeto que está ali,

porém consciente de estar ali.


Se for me pedir alguma coisa,

peça silêncio.

Se for me dar alguma coisa,

me dê o seu silêncio. 

Se quer fazer alguma coisa por mim,

faça silêncio.

Não queira de mim mais do que silêncio.


No meu silêncio há muito segredo,

no meu silêncio há muito mistério.

Não importa o quanto eu sei daquilo que estou falando,

importa mais é o propósito que tenho com isso que estou falando.


Se não tiver um propósito para abrir a boca,

não espere que eu fale. 

Me dê o seu silêncio

porque o que tenho de melhor para oferecer 

é o meu silêncio. 

J.Nunes