Pesquisar este blog

sábado, 4 de janeiro de 2020

Esse menino


Lembrei-me de um menino
Que ninguém lhe estendia á mão...

Agora homem,
Sem companheiro no caminho
Segue sempre sozinho...

 Silencioso a caminho da morte
Como um touro manso  
Que reconhece o seu destino.

Esse homem, esse menino
Para quem você não estendeu á mão,
Compreendeu...
E já não culpa mais ninguém...

Nunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHAR