Pesquisar este blog

sábado, 11 de janeiro de 2020

Cavalo de Asas

Resultado de imagem para pegaso


Cavalo de Asas

José Nunes


Não queira me prender
Eu sou folha solta ao vento
Não me importo se os homens inventaram
Cidades, Estados e estrada
Conheço dois mundos
Caminho por esse que não tem estrada
Fronteiras e portos de partida e chegada

Passo por essa cidade
Passa o desfile cívico
Passa porta bandeira
Mas esse não é o meu lugar
Estou solto feito folha ao vento
Não espero nada mais
Que ser lançado no ar
Sem saber onde vou cair
Um apocalipse

Não sou amargo
Apenas desconheço o chão
Antes de cair sou lançado
Outra vez no espaço
Cavalgo um cavalo de asas

Quem vai me pedir para ficar
Eu que olho o mundo
E sou estranho em qualquer lugar
Tudo que eu sei é passar
É deixar meus passos na estrada

Eu tenho você
Que nunca me disse para ficar
Ou correr juntos a mesma estrada
Eu tenho você que me deixou
Ao sopro do vento
Sobre as ondas que nunca se aquietam

Nunes 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHAR