Pesquisar este blog

domingo, 4 de agosto de 2019

Diante da palavra certa.


A palavra é o espelho da verdade
E do engano,
O que estamos dispostos a ouvir,
Com facilidade, possivelmente,
Não é  a verdade.

Deus criou o mundo através do Verbo Criador.
A palavra é regeneração, vida,
Criação, transformação e morte.

O dom da fala e da palavra
Foram dados aos humanos,
Para que eles se compreendam
E compreendam os seus semelhantes.

O dom da palavra
Foi dado aos seres humanos
Para que eles possam dizer o que sentem
E dar nome aos seus sentimentos,

Porém, os homens precisam aprofundar
No conhecimento das palavras e no Conhecimento de si mesmos para que
Possam dar nomes
E organizar o que sentem.

Usamos as palavras de modo irresponsável,
Fútil, inconsciente e desnecessário.
Damos nomes de AMOR e a qualquer  Compulsão do desejo carnal,
Chamamos de liberdade e amor
Os labirintos e  os precipios dos vícios
E das paixões,
Chamamos de VERDADE e JUSTIÇA Qualquer coisa que nos favoreça e atenda Nossos caprichos e medos.
Usamos as palavras mais belas para Dignificar, santificar e pintar, Maravilhosamente, os labirintos
E os porões da mente
Onde nos prendemos e pensamos
Que podemos voar, feito passarinho
Que acredita que a gaiola é o mundo.

Não sabemos qual é a palavra certa
Para dar nome ao que sentimos e vivemos,
Procuramos palavras duais  como:
Amor e ódio para todos
Os nossos sentimentos,
Porém, por de trás dessas palavras opostas  Há uma legião de demônios, anjos de Deus
Ideias erradas, autoengano e muita mentira Que contamos a nós mesmos, sem saber
Que contamos,  e muita manipulação Segundo interesses.

Só pronunciamos palavras que somos Capazes de ouvir e odiamos qualquer Palavra que nos arrancam de nossa zona de Conforto, adaptamos a tudo porque somos Frouxos em compreendermos
A nós mesmos e somos incapazes de dizer
E nomear o que sentimos
Vivemos e pensamos.

Não aprofundamos no conhecimento
De nós mesmos e no conhecimento das Palavras que melhores nos definem
Porque somos covardes diante das palavras
E diante de nós mesmos.

A palavra é o espelho da verdade
E do engano,
O que estamos dispostos a ouvir,
Com facilidade, possivelmente,
Não é  a verdade.

José Nunes Pereira







Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHAR