Pesquisar este blog

quinta-feira, 4 de julho de 2019

Evaporação


Resultado de imagem para ancorado

EVAPORAÇÃO 
Evito suspirar profundamente
Para não correr o risco de engolir o universo...

Evito suspirar profundamente
Para não aspirar minha própria existência...

Evito te amar o quanto sou capaz
Para não te sufocar...

Evito cuidar de você o tanto que gostaria
Para não te prender em minha teia,

Procuro não me aproximar do portal
Para não ser engolido pela outra dimensão...

Evito ficar muito tempo em silêncio
Para não me evaporar num mundo atômico...

Trago o silêncio e a solidão sobre controle,
Trago pensamento à  mente enquanto ando,
Para não ser engolido por um mundo quântico.

Evito mostrar o quando compreendo e sou forte
Para não parecer frio.

Evito te olhar por muito tempo
Para não ser engolido por sua alma...
Para não entrar nos seus labirintos de medo.

Evito e controlo o quanto minha alma é incandescente
Para não incendiar meu próprio corpo
Ou destruir tudo a minha volta.

Eu me dou ao mundo e a mim mesmo em gotas
Para não morrer de overdose de alma.

Eu me prendo a você
Para não ser levado pelas ondas e o vento forte.

Sou igual ao vulcão traiçoeiro
Que parece dormir na paisagem bucólica e fresca.

Tenho me prendido ao mundo da matéria
Feito um balão amarrado a uma cadeira. 


Minha alma é um barco ancorado
Para não se perder nessa imensidão azul.

José Nunes Pereira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHAR