Pesquisar este blog

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

O Eterno Oito

O Eterno Oito

Em alguns momentos na vida
As pessoas se sentem
Feito árvores com seus frutos caídos  no chão,
Porém,  nada é perdido
 O ciclo da vida e da morte sabe tirar proveito de tudo...

Os frutos serão aproveitados pela mãe natureza de algum modo;
 A fruta que é alimento,  a semente que é esperança
De uma nova árvore e um novo fruto.

Olhe embaixo das folhas secas,
E verá quanta vida ali se esconde,
Olhe atrás das casas secas dessa árvore,
E verá o ciclo da vida e da morte.

A vida e a morte caminham em ciclo,
Em algum momento a vida passa o bastão para a morte,
 Logo mais a morte passa o bastão para a vida
Em um ciclo de eternidade.

São números incontáveis de eternos oito
Que se entrelaçam e não se confundem,
A vida e a morte formam o eterno oito.

Os teus frutos não estão perdidos,
De algum modo serão usados pelo ciclo da vida e da morte.

Até mesmo as criaturas mais repugnantes da terra
São aproveitadas dentro do ciclo da vida e da morte.

Quanto mais sublimes são os nossos frutos
Mais perto de Deus estaremos, e ele nos libertará
Da prisão de caminhar sobre esse eterno oito da vida.

José Nunes Pereira
21-01-2019

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHAR